Lagarde encurta visita à Ásia por reunião sobre Grécia

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, encurtará uma visita à Ásia para participar de uma reunião crucial do Eurogrupo em Bruxelas na semana que vem, em meio a divergências entre líderes europeus sobre como a Grécia pode reduzir suas dívidas.

LESLEY WROUGHTON, Reuters

15 de novembro de 2012 | 13h38

"A diretora-gerente participará na reunião do Eurogrupo em 20 de novembro como ela costumeiramente faz e isso significará encurtar sua atual viagem à Ásia", disse o porta-voz do FMI Gerry Rice nesta quinta-feira.

Desacordos sobre como reduzir a dívida grega inesperadamente vieram à tona nesta semana durante uma coletiva de imprensa em Bruxelas, quando Jean-Claude Juncker, que lidera o Eurogrupo de ministros de Finanças, disse que deveria ser concedido à Grécia o prazo até 2022 para reduzir sua relação dívida-PIB para 120 por cento.

Lagarde, que se posicionava perto de Juncker até a ocasião, discordou e insistiu que a Grécia deveria cumprir o alvo de 120 por cento de dívida-PIB em 2020, conforme previamente acordado em seu resgate, para poder trazer a dívida de volta a um caminho sustentável.

Lagarde, que está agora nas Filipinas como parte de uma visita ao sudeste da Ásia, participaria de uma reunião no início da semana que vem em Camboja.

Tudo o que sabemos sobre:
FMILAGARDEGRECIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.