Lançado na Suíça fundo de investimento com 'valores cristãos'

Ficam de fora do fundo papéis de empresas ligadas a, entre outras atividades, pornografia e anticoncepcionais

Efe,

31 Julho 2007 | 15h03

Um novo fundo de investimento baseado em valores cristãos foi lançado na Suíça pelo segundo maior grupo bancário do país, seguindo o modelo de fundos, já existentes, respeitam os critérios do islamismo.   Os investidores que quiserem alocar seus recursos de acordo com a ética cristã poderão evitar dilemas morais, graças ao Fundo de Valores Cristãos, promete o Grupo Credit Suisse.   Ficam de fora do fundo papéis de empresas ligadas "violações de direitos humanos, indústria armamentista, lavagem de dinheiro, pornografia, tabaco, álcool e jogos de azar", diz comunicado do banco.   Também estão descartadas empresas que prejudicam o meio ambiente e que produzem anticoncepcionais.   Além disso, títulos de países que praticam "intolerância política e religiosa" estão fora. O Credit Suisse diz que a garantia de "um enfoque de investimento inovador, baseado nos valores da ética cristã" será dada por um "certificado de conformidade ética".   O banco diz que a meta de rendimento do novo fundo não será menos ambiciosa que a dos demais, no entanto. "O fundo busca rendimentos comparáveis aos dos produtos de investimento orientados para o lucro", diz o comunicado.

Mais conteúdo sobre:
suíça investimento cristão ética

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.