Lançamento do Estadão Acervo reúne 650 convidados

Em um evento que reuniu cerca de 650 convidados, entre políticos, empresários, artistas e diversas personalidades no Auditório Ibirapuera, o ''Estado'' lançou ontem o Estadão Acervo, coleção completa de 137 anos do jornal com 2,4 milhões de páginas agora digitalizadas e disponíveis na internet. A partir de hoje, os leitores têm acesso a todas as coberturas realizadas desde a fundação do jornal, que acompanhou 2 viradas de século, 2 guerras mundiais, 6 reformas constitucionais, 9 trocas de moeda e 19 copas de futebol.

AE, Agência Estado

24 Maio 2012 | 08h31

Os convidados puderam acessar páginas digitalizadas. "O acervo é uma possibilidade que nós, como leitores há décadas, temos para ver edições que antes só estavam disponíveis no arquivo físico", disse o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi. Sua curiosidade foi pesquisar a edição de 11 de março de 1943, data da fundação do banco. "A primeira página só tinha notícias de guerra", constatou.

Na abertura da cerimônia, o diretor-presidente do Grupo Estado, Silvio Genesini, disse que o novo produto é um sonho que se iniciou há cerca de dois anos, "quando decidimos que a digitalização do acervo era um projeto alinhado com as estratégias e o futuro digital do grupo e, principalmente, que atenderia a um anseio de pesquisadores, historiadores, membros da comunidade acadêmica e da sociedade."

Genesini contou que esta é a primeira fase do projeto. "Nas seguintes, digitalizaremos o Jornal da Tarde, áudios da Rádio e do Estúdio Eldorado, o Estadinho, um suplemento vespertino que saiu durante a Primeira Guerra, a revista Rotogravura, da década de 30, e cerca de 5 milhões de fotos com interesse histórico." As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Mais conteúdo sobre:
mídia digitalização

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.