Laudo definirá indiciamento por mortes em brinquedo

O delegado do 3º. Distrito Policial de Curitiba, Carlos Alberto Castanheiro, aguarda o laudo do Instituto de Criminalística para decidir se indiciará alguém no caso na morte de duas crianças e ferimento em pelo menos outras nove pessoas ontem, em razão do acidente com um brinquedo inflável e um touro mecânico. Os brinquedos eram usados na confraternização de funcionários da Associação Desportiva Classista da Siemens, na Cidade Industrial de Curitiba. O delegado disse que os indícios apresentados por algumas testemunhas são de que houve "uma espécie de tufão localizado", que teria levantado o castelo pula-pula inflável, com crianças dentro, por cerca de 10 metros, e arrastado um touro mecânico de cerca de 300 quilos. As crianças caíram do brinquedo e duas delas - Amanda Oliveira Vieira, de 8 anos, e Luís Eduardo Weber da Silva, de 5 anos - acabaram morrendo. "Ouvi cinco pessoas e todas falaram que houve um pé de vento", afirmou Castanheiro. A menina Aline Pires dos Santos, de 9 anos, permanece internada em observação.O meteorologista do Instituto Meteorológico Simepar Fernando Mendes disse que o instituto não registrou ventos fortes em Curitiba ontem, chegando a um máximo de 26 quilômetros por hora. Segundo Mendes, o ambiente atmosférico também não era favorável a esse fenômeno, mas ele não descartou a possibilidade de que possa ter havido uma rajada localizada. "Não temos evidências, mas há particularidades que podem levar a uma situação como essa", afirmou. O delegado disse que vai pedir um laudo técnico ao Simepar para juntar ao inquérito. "Quero saber se esse vento seria suficiente para causar todos esses danos", acrescentou.Os laudos técnicos devem ficar prontos em torno de 10 dias, e podem apontar se os brinquedos estavam bem instalados, bem afixados e se tinham manutenção periódica e constante. Em uma nota, a Casquinha Eventos, responsável pelos equipamentos, disse ter instalado os equipamentos "de acordo com as normas de segurança vigentes no País". O sepultamento das duas crianças que morreram no acidente foi realizado hoje.

EVANDRO FADEL, Agencia Estado

17 de setembro de 2007 | 18h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.