Legislação prevê guarda compartilhada

A lei que criou a possibilidade de guarda compartilhada entrou em vigor em agosto de 2008. Esse tipo de tutela é opcional e não significa que a criança deve morar ora com o pai ora com a mãe. A ideia é que ela tenha livre acesso a ambos. O ex-casal passa a dividir direitos e deveres relativos aos filhos e as decisões sobre sua rotina.

, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2010 | 00h00

Especialistas em Direito de Família ouvidos pela reportagem afirmam que, embora a premissa seja boa, é difícil colocá-la em prática. Só funciona se os pais tiverem um bom relacionamento, o que é difícil após um divórcio litigioso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.