Lei de emissões faz empresas aumentarem tarifa aérea }

Mais duas empresas aéreas americanas anunciaram ontem aumento de tarifas para atender às novas normas impostas pela União Europeia para a compensação de emissões de gases estufa da aviação: a United-Continental e a US Airways. Ambas vão adicionar US$ 3 por trecho nas viagens à Europa. Representantes das empresas se recusam a falar sobre as novas taxas, mas analistas do setor afirmam que o acréscimo é um claro sinal de que os consumidores podem arcar com o peso da nova lei europeia. Segundo a indústria aérea norte-americana, a lei poderia custar US$3,1 bilhões até 2020.

O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2012 | 03h02

"É uma taxa a mais, além de todas as outras. Faz diferença para o consumidor", afirma Charles Leocha, diretor de consumo da Travel Alliance. Os consumidores já estão pagando a mais em voos internacionais pela alta dos preços dos combustíveis das aeronaves. A UE diz que pode banir dos aeroportos as empresas que não cumprirem a nova lei.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.