Imagem Luiz Horta
Colunista
Luiz Horta
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Lento ritual da degustação uruguaia

Luiz Horta,

30 de setembro de 2010 | 08h32

 

 

 

 

 

 

 

Fazer uma vertical, provar o mesmo vinho nas suas diversas safras, adquire complexidades no Uruguai. Fiz uma de Rio Colorado, o notável tinto (Tannat, Cabernet e Merlot) produzido por Reynaldo De Lucca. Pensei que sentaria diante das cinco garrafas, tomaria notas sobre taninos, aromas e pronto. Nem pensar! De Lucca passou para me buscar no hotel às 8 h, para tomar mate. Como eu não tinha cuia, fomos à feira de Tristán Narvaja, mercado de pulgas dominical de Montevidéu. Escolher cuia é como eleger um cônjuge. Resolvido o assunto, fomos até a vinícola. Ele queria me mostrar o início da floração no campo, o que é lindo mesmo, a videira voltando à vida depois do inverno. Paramos para provar ótimo Pinot Noir, que ainda não chega ao Brasil. E o Marsanne ainda não engarrafado, fresquíssimo, aroma de marmelos. Enfim era hora da vertical. "Mas vinho sem comida...", suspirou. Fomos para o Las Perdices, onde finalmente as cinco garrafas enfrentaram bem choto, mollejas e bife de chorizo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vertical 2000-2008

(1) O 2000 foi o mais rústico da série, boa acidez e taninos ainda duros. (2) O 02 é terroso, carnudo, com bom corpo e bom de beber. (3) O 04 estava mais evoluído, equilibrado, fino e elegante na boca, grande vinho. (4) O 06, vinho ainda fechado, com tratos de batata assada e chocolate no nariz. Na boca é refinado, acidez média, amigável e com tempo pela frente, um vinhaço. (5) O 08 tem aroma muito sedutor, os taninos estão presentes, para evoluir anos, meu favorito na série, espetacular.

 

 

ONDE COMPRAR

Premium Wines

A importadora mineira (tel. 31 3282-1588) tem à venda, no momento, o Rio Colorado 2006 (R$ 135) e receberá o 2008 até o final do ano; preço a definir

 

Veja também:

linkUvas da Madeira desafiam chuva e fogo

linkRubaiyat produz vinho galego

Leia mais:

linkLoucos por café

blog Blog do Paladar

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.