Líder da Ucrânia vê perspectivas de cessar-fogo em reunião quarta-feira, em Minsk

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, e líderes da Rússia, França e Alemanha esperam que as negociações em Minsk (Belarus), na quarta-feira, levem a um "cessar-fogo rápido e incondicional", informa seu website.

REUTERS

08 Fevereiro 2015 | 11h39

O comunicado do governo de Poroshenko informou que houve progresso com o telefonema entre ele, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, no domingo.

"Os participantes conseguiram progressos na discussão de uma série de medidas para a implementação dos acordos de Minsk", disse Poroshenko referindo-se a um plano de cessar-fogo que entrou em vigor em setembro passado, mas nunca foi plenamente observado e, a certa altura, entrou em colapso.

Confirmando que os quatro líderes se reuniriam em Minsk na quarta-feira, Poroshenko disse: "Eles (os líderes) também esperam que os seus esforços durante a reunião de Minsk levem a um cessar-fogo rápido e incondicional".

O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, disse neste domingo esperar que "decisões importantes" sejam tomadas no encontro em Minsk.

(Reportagem de Richard Balmforth)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIAREUNIAOQUARTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.