Líder de Kosovo diz que sérvios não serão discriminados após independência

Expectativa é de que província declare separação da Sérvia no fim de semana.

Da BBC Brasil, BBC

15 de fevereiro de 2008 | 19h31

O primeiro-ministro da província sérvia de Kosovo, Hashim Thaci, disse nesta sexta-feira que os direitos dos sérvios que vivem no território serão protegidos quando ele declarar independência, o que deve ocorrer nos próximos dias."Nenhum cidadão vai ser discriminado ou será deixado de fora", disse Thaci em uma coletiva na capital do território, Pristina."Vou pessoalmente trabalhar para que as instituições kosovares e o governo dêem às comunidades de Kosovo direitos constitucionais plenos e direitos em todas as instituições de Kosovo", acrescentou."Kosovo é a pátria de todos os seus cidadãos. Kosovo está criando sua identidade democrática", afirmou o primeiro-ministro. "Vamos trabalhar pelos direitos e pela proteção de todas as propriedades e garantimos isso. Vamos intensificar a proteção das minorias."Thaci não quis adiantar quando a independência deve ser declarada, mas a expectativa é de que isso ocorra já neste final de semana.Tadic empossadoAs declarações de Thaci foram feitas no mesmo dia em que o Parlamento da Sérvia empossou o presidente Boris Tadic para seu segundo mandato.Em seu juramento, Tadic prometeu nunca desistir da luta por Kosovo.A declaração foi reforçada por outra, do primeiro-ministro Vojislav Kostunica. Ele pediu aos sérvios que vivem em Kosovo que não abandonem o território e disse que eles têm o direito de ignorar qualquer proclamação de independência.A Sérvia e a Rússia se opõem à independência da província, enquanto os Estados Unidos e vários países europeus já se manifestaram favoráveis à mudança.Em Moscou, o Ministério do Exterior russo advertiu que vai "levar em consideração" qualquer independência de Kosovo ao analisar suas relações com as províncias separatistas da Abecásia e Ossétia do Sul, que hoje estão oficialmente ligadas à Geórgia.Anteriormente, o governo da Rússia indicou que poderia reconhecer a independência dessas regiões.FestaSegundo Nick Thorpe, correspondente da BBC em Kosovo, um clima festivo tomou conta de Pristina, com as pessoas tomando as ruas e agitando bandeiras do território por toda a parte.Alguns outdoors distribuídos na cidade agradecem aos Estados Unidos e à Grã-Bretanha pelo apoio à independência."Celebre com dignidade", dizem os cartazes. "Para um bom início. Kosovo dá boas-vindas ao futuro."Toneladas de fogos de artifício já chegaram à província vindos da Bulgária.No entanto, de acordo com Thorpe, o clima entre os mais de 10 mil sérvios que vivem em Kosovo é bem diferente.Não houve um movimento de êxodo significativo, mas alguns membros da comunidade decidiram passar os próximos dias na Sérvia. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.