Líderes da França e Austrália visitam o Afeganistão

Sarkozy e Rudd visitaram soldados e se reuniram com presidente Hamid Karzai.

BBC Brasil, BBC

22 de dezembro de 2007 | 20h50

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, e o primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, visitaram o Afeganistão neste sábado.Os dois se encontraram com o presidente afegão Hamid Karzai com apenas algumas horas de diferença. Os dois líderes também se reuniram com o comandante das forças da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e com seus próprios soldados que estão no país.O primeiro a chegar para a visita que não tinha sido anunciada previamente foi o presidente francês Nicolas Sarkozy.Com Sarkozy vieram os ministros da Defesa, do Exterior e dos Direitos Humanos da França.Sarkozy se reuniu com Hamid Karzai e com o comandante da Otan Dan McNeil, além de fazer uma visita aos 1,3 mil soldados franceses, a maioria na região de Cabul.Segundo o correspondente da BBC em Cabul Alastair Leithead, desde que assumiu a presidência da França em maio, a retórica de Nicolas Sarkozy em relação ao Afeganistão têm sido de força e apoio.Instrutores do Exército francês devem ser enviados em breve para o Afeganistão, uma região em que outros países europeus se recusaram a enviar soldados. E caças franceses já foram enviados para o sul do país"Aqui existe uma guerra contra o terrorismo, contra o fanatismo, que não podemos e não devemos perder", disse Sarkozy.DesafiosHoras depois chegou o novo primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, também em uma visita surpresa. Rudd visitou os soldados australianos que estão na região de Uruzgan, no sul do Afeganistão, antes de se reunir com Karzai para uma entrevista coletiva."A Austrália está aqui no Afeganistão por um longo tempo, e isso inclui garantir que continuemos com trabalhos como este (desenvolvido) em Uruzgan. Isso é parte do desafio", disse."Outra parte do desafio é a segurança física propriamente dita e tenho confiança de que nossas forças em parceria com nossos amigos no Exército afegão vão conseguir assegurar aquela importante província no futuro, para a estabilidade de longo prazo deste país", acrescentou.O primeiro-ministro australiano prometeu em sua visita uma ajuda de US$ 110 milhões ao Afeganistão nos próximos dois anos. Mas, Rudd também se comprometeu a retirar do país 550 soldados de combate até o meio de 2008.O presidente afegão Hamid Karzai agradeceu "a todos aqueles países que estão em serviço no Afeganistão, com as vidas preciosas de seus filhos e filhas, contribuindo para a estabilidade e paz e com o dinheiro de seus contribuintes".Segundo Leithead mais líderes devem visitar o Afeganistão e o presidente Karzai deve viajar na próxima semana para o Paquistão, para se reunir com o presidente Pervez Musharraf.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
afeganistãovisitafrançaaustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.