Liga Árabe envia mensagem urgente para Assad pôr fim à violência

Os ministros árabes disseram nesta sexta-feira que enviaram uma mensagem urgente ao presidente da Síria, Bashar al-Assad, pedindo que ele encerre os sete meses de violência contra os civis depois que forças sírias mataram 40 manifestantes pró-democracia.

REUTERS

28 Outubro 2011 | 22h07

Foi a mensagem mais forte da Liga Árabe sobre a repressão implacável das forças sírias, que nesta sexta-feira assassinaram a tiros pelo menos 40 pessoas que pediam proteção internacional para os manifestantes pró-democracia da Síria, disseram ativistas.

O Comitê de Ministros da Liga Árabe para a Crise Síria afirmou que enviou uma "mensagem urgente ... para o governo sírio expressando o seu forte descontentamento com o contínuo massacre de civis sírios".

O comitê "manifestou a esperança de que o governo sírio tome medidas para proteger os civis", disse o comunicado. Ministros árabes devem se reunir com autoridades sírias no domingo na capital do Catar, Doha.

As mortes foram principalmente nas cidades de Hama e Homs, onde homens leais a Assad invadiram casas na tentativa de conter os protestos e uma insurgência armada contra o governo.

(Reportagem de Marwa Awad)

Mais conteúdo sobre:
SIRIA LIGAARABE MENSAGEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.