Lloyds planeja cortar 9 mil postos de trabalho em 3 anos, dizem fontes

O grupo bancário britânico Lloyds vai anunciar na próxima semana planos de cortar 9 mil postos de trabalho no próximos três anos, disseram à Reuters fontes a par do assunto nesta quarta-feira.

REUTERS

22 de outubro de 2014 | 16h17

Os cortes representam cerca de 10 por cento da força de trabalho do grupo e serão anunciados como parte da revisão de estratégia do presidente-executivo Antonio Horta-Osorio na próxima terça-feira, disseram as fontes.

O Lloyds se recusou a comentar.

(Reportagem de Matt Scuffham)

Mais conteúdo sobre:
BANCOSLLOYDSDEMISSOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.