LLX recebe licença prévia para terminal de GNL no Açu

A LLX anunciou nesta terça-feira que o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) do Rio de Janeiro concedeu licença prévia e de instalação para a construção de um terminal de gás natural liquefeito (GNL) no porto do Açu.

Reuters

19 de março de 2013 | 09h38

Segundo a companhia do grupo EBX, do empresário Eike Batista, o terminal de GNL permitirá a instalação de um parque termelétrico no porto, garantindo "suprimento de energia para todas as empresas que pretendem se instalar no complexo industrial".

O terminal de GNL terá capacidade para 10 milhões de metros cúbicos por dia e poderá atender à unidade termelétrica da MPX que será construída no porto e às outras empresas que se instalarem no complexo, segundo a LLX.

"O novo terminal de gás poderá atrair diversos tipos de indústrias que utilizam este insumo como fonte de energia", declarou o diretor-presidente da LLX, Marcus Berto, em comunicado.

(Por Diogo Ferreira Gomes)

Tudo o que sabemos sobre:
TRANSPORTESLLXGNL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.