Lobão: Petrobras terá posição privilegiada no pré-sal

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou na segunda-feira que a Petrobras terá uma "posição privilegiada" no desenvolvimento das reservas de petróleo da região do pré-sal na costa brasileira.

REUTERS

20 Julho 2009 | 16h08

Entretanto, Lobão não detalhou como a Petrobras será favorecida no novo marco regulatório para o setor petrolífero.

"Não podemos dar detalhes sobre o novo modelo. Ainda não está pronto", disse Lobão a repórteres em discurso na Câmara de Comércio em Washington.

Em reunião na semana passada, Lobão e outros ministros que compõem uma comissão interministerial para estudar a melhor maneira de explorar a região pré-sal se comprometeram a entregar proposta de um novo marco regulatório para o setor de petróleo em 15 dias ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A região do pré-sal, uma faixa que se estende do Espírito Santo a Santa Catarina e que pode conter bilhões de barris de petróleo, foi descoberta em 2007 e deverá ficar sob um regime de partilha, que irá conviver com o sistema atual de concessão.

Quando questionado se a Petrobras seria o único operador para todos os contratos futuros da região pré-sal, Lobão disse: "Essa idéia ainda não fincou raízes. Ainda está sob estudo".

(Por Ayesha Rascoe).

Mais conteúdo sobre:
ENERGIA LOBAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.