Lojas vão baixar portas contra o projeto Nova Luz, em SP

Projeto prevê que empresas privadas assumam a revitalização e o controle da área da região central da cidade

Gheisa Lessa - estadão.com.br,

23 de agosto de 2012 | 17h14

Texto atualizado às 19h59.

SÃO PAULO - Os lojistas da Santa Ifigênia, no centro de São Paulo, pretendem fechar as portas na tarde da sexta-feira, 24, em ato contra o Projeto Nova Luz, concebido pela Prefeitura com o objetivo de valorizar a região.

Em 2010, a Prefeitura anunciou uma concessão urbanística para a área. A iniciativa prevê, entre outras ações, a valorização dos prédios históricos, reforma das áreas públicas e a criação de espaços de lazer. O site do projeto afirma que a requalificação do perímetro deve ser entregue à população em abril de 2011. De acordo com a administração municipal, uma série de proibições e embargos impossibilitou o início das obras.

O ato será organizado pela Associação dos Comerciantes do Bairro da Santa Ifigênia. Segundo o presidente do grupo, Paulo Garcia, o protesto combate a Lei de Concessão Urbanística que permite a iniciativa privada de se apropriar da área. O trecho previsto engloba as avenidas Ipiranga, São João, Duque de Caxias, Cásper Líbero, além da Rua Mauá.

Garcia afirma que existem aproximadamente 5 mil empreendimentos na região. "Todos são contra um projeto que pode desapropriar comércios e residências. Já fizemos manifestações antes e vamos continuar. A região abomina esta medida da Prefeitura". O grupo deve se reunir a partir das 12h da sexta, na esquina da Rua Vitória e Rua Santa Ifigênia.

Interrupções. O presidente do Tribunal de Justiça, Ivan Sartori, cassou no dia 21 de junho, uma liminar que interrompia o processo de licitação do projeto Nova Luz, que prevê a reurbanização da chamada Cracolândia, no centro de São Paulo. Em 24 de fevereiro, Sartori já havia tomado decisão semelhante. A advogada Vanuza Alencar, da Câmara de Dirigentes Lojistas da Santa Ifigênia, criticou a decisão judicial.

Mais conteúdo sobre:
protestocomerciantesNova LuzSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.