Londres 2012: Brasil quebra jejum de 24 anos e disputa ouro inédito no futebol

Seleção comandada por Mano Menezes enfrentará o México na decisão olímpica no sábado.

BBC Brasil, BBC

07 de agosto de 2012 | 18h36

A seleção brasileira venceu a Coreia do Sul por 3 a 0 nesta terça-feira pelas semifinais do futebol masculino e garantiu, pela terceira vez na história dos Jogos e após um jejum de 24 anos, a chance de disputar o ouro olímpico inédito para o país.

Os gols do Brasil foram marcados por Rômulo, aos 38 minutos do primeiro tempo, e por Leandro Damião, aos 12 e aos 19 minutos do segundo tempo.

Com a vitória, o Brasil enfrentará o México pelo primeiro lugar do pódio no próximo sábado, dia 11 de agosto, no estádio de Wembley, às 11 horas (horário de Brasília).

A seleção mexicana se classificou para a decisão ao derrotar o Japão por 3 a 1 nas semifinais.

Duas pratas

As últimas duas vezes em que o Brasil participou de uma final do futebol masculino nas Olimpíadas foram em Los Angeles, nos Estados Unidos (1984), e em Seul, na Coreia do Sul (1988).

Em ambas as decisões, a seleção ficou com a prata, após ser derrotada pela França (2 a 0), em 1984, e pela extinta União Soviética (2 a 1), quatro anos depois.

Em Seul, a seleção brasileira era formada por nomes como Taffarel, Bebeto e Romário. Ainda assim, não conseguiu frear o time soviético. Foi a última Olimpíada, no entanto, antes da regra que instituiu que os jogadores de futebol masculino tivessem menos de 23 anos para competir nas Olimpíadas, com exceção de três jogadores de qualquer idade permitidos na equipe.

A partida desta terça-feira, realizada no estádio Old Trafford, em Manchester, começou disputada, mas com os sul-coreanos levando perigo ao gol do Brasil. Aos poucos, contudo, a seleção comandada por Mano Menezes mostrou superioridade, limitando a posse de bola dos adversários.

Neymar, que havia sido criticado em partidas anteriores, também teve participação importante, com passes decisivos para a vitória brasileira.

O destaque, porém, ficou com o atacante Leandro Damião, que brilhou no segundo tempo da partida. Agora com seis gols, Damião assumiu a liderança na artilharia do torneio olímpico, ultrapassando o senegalês Konate. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.