Lucro da Cyrela recua 11,6% no 4o tri, a R$160 mi

A Cyrela Brazil Realty teve lucro líquido de 160 milhões de reais no quarto trimestre, queda de 11,6 por cento na comparação anual, informou a companhia nesta quinta-feira.

Reuters

21 de março de 2013 | 22h21

A média de cinco analistas obtidas pela Reuters apontava para lucro de 176,5 milhões de reais.

O valor não considera os efeitos do Regime Especial de Tributação (RET) destinado ao setor de construção civil e anunciado pelo governo em dezembro. Considerando esse ajuste, o lucro foi de 249 milhões de reais.

No período, a receita líquida caiu 27,6 por cento, a 1,44 bilhão de reais.

No final de janeiro, a Cyrela já havia divulgado que as vendas no quarto trimestre atingiram 1,7 bilhão de reais, quase 30 por cento menores na comparação anual.

Os lançamentos foram de 2,1 bilhão de reais no quarto trimestre, recuo ante os 3,3 bilhões de reais lançados um ano antes.

Já o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 15,2 por cento no trimestre, para 309 milhões de reais. A Margem Ebitda subiu para 21,5 por cento, ante 13,5 por cento no mesmo período de 2011.

A margem bruta maior --de 32,8 por cento ante 29,1 por cento nos últimos três meses de 2011-- e o menor gasto com despesas possibilitaram esta evolução, segundo a Cyrela. As despesas gerais e administrativas caíram 26,5 por cento ano a ano, a 83 milhões de reais, enquanto as despesas comerciais caíram 1 por cento, a 133 milhões de reais.

"Nossa expectativa para 2013 é de manutenção do valor nominal das despesas gerais e administrativas da companhia, absorvendo os impactos de dissídio e inflação", disse a Cyrela.

Para 2013, a empresa espera que o indicador de Vendas sobre Oferta (VSO) fique em torno de 50 por cento, refletindo um maior volume de lançamentos e a entrega de empreendimentos menos impactados por atrasos de obras. O VSO em 12 meses encerrado em dezembro foi de 50 por cento e de 21 por cento para o trimestre.

A empresa também estima margem bruta entre 31 e 35 por cento em 2013, depois de ter encerrado o ano em 30,9 por cento.

Em bases anuais, o lucro líquido da Cyrela cresceu 14,7 por cento, para 571 milhões de reais, enquanto a receita líquida caiu 5,5 por cento, a 5,8 bilhões de reais. Já o Ebitda aumentou 14,5 por cento, para 997 milhões de reais, com margem de 17,2 por cento.

Com os efeitos do RET, o lucro totaliza 660 milhões de reais no fechado do ano.

A companhia também propôs o pagamento de 50 milhões de reais em dividendos extraordinários.

(Por Juliana Schincariol)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSTRUCAOCYRELARESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.