Lucro da HP sobe por corte de custos e componentes baratos

Renda líquida da companhia no terceiro trimestre fiscal avançou para US$ 1,78 bilhão

REUTERS

17 Agosto 2007 | 00h20

A Hewlett-Packard, a maior fabricante mundial de computadores pessoais, informou nesta quinta-feira, 17, lucro trimestral maior, depois de se beneficiar de reduções de custos e preços menores para componentes dos PCs. A renda líquida no terceiro trimestre fiscal avançou para US$ 1,78 bilhão, ou US$ 0,66 por ação, em relação aos US$ 1,38 bilhão, ou US$ 0,48 por ação, observados no ano anterior. Excluindo itens extra-ordinários, os lucros da HP ficaram em US$ 0,71 por ação. As receitas no trimestre subiu para US$ 25,4 bilhões, na comparação com os US$ 21,9 bilhões do ano anterior. A média das previsões dos especialistas previa lucro por ação antes de alguns itens de US$ 0,66 e receita de US$ 24,1 bilhões, de acordo com a Reuters Estimates. A HP se beneficiou, assim como Dell e Apple, das fortes quedas de preços para memória de computador, drives para discos e microprocessadores neste ano em meio a um excesso de oferta, segundo os analistas. A HP também cortou 15 mil empregos nos últimos dois anos, está consolidando data centers e vendendo imóveis para reduzir custos.

Mais conteúdo sobre:
HP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.