Lucro da Localiza cresce 22,1% no 1o tri, a R$88,8 mi

A Localiza teve lucro líquido de 88,8 milhões de reais no primeiro trimestre, um avanço de 22,1 por cento motivado principalmente pela redução das despesas financeiras.

Reuters

16 de abril de 2013 | 20h22

O avanço de 3,4 por cento do Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização), para 217,2 milhões de reais no período, também contribuiu para a melhora na última linha do resultado da Localiza.

As despesas financeiras da companhia foram de 23 milhões de reais no primeiro trimestre, ante 43,6 milhões de reais um ano antes. O recuo se deu, segundo a Localiza, pelas taxas de juros mais baixas e a redução de sua dívida líquida.

A receita líquida total cresceu 2,4 por cento no período, a 793,3 milhões de reais.

A receita da divisão de aluguel de carros cresceu para 283,2 milhões de reais, um avanço de 5,7 por cento. O Ebitda desta divisão caiu 10,2 por cento no período, 100,9 milhões de reais, com a margem passando para 35,6 por cento, recuo de 6,4 pontos percentuais ante 2012, impactado sobretudo pelo aumento de custos.

"A Administração está atuando fortemente no controle de custos e ganhos de produtividade de forma a manter a rentabilidade em patamares similares aos apresentados em 2012", disse a Localiza.

Os custos com aluguel cresceram 17,7 por cento entre janeiro e março na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A empresa também afirmou que a manteve o ritmo de compras de novos carros para a divisão de aluguéis para compensar o atraso das entregas no final de 2012, em razão do aumento da demanda por carros novos após redução do IPI. Assim, a frota foi reduzida em 585 carros no primeiro trimestre em comparação aos 4.562 automóveis reduzidos um ano antes.

(Por Juliana Schincariol)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSUMOLOCALIZARESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.