Lucro trimestral da Vale cai 25%, para R$7,89 bi

A Vale, maior produtora de minério de ferro do mundo, lucrou 7,89 bilhões de reais no terceiro trimestre, uma queda de 25 por cento em relação ao resultado registrado no mesmo período do ano passado.

REUTERS

26 de outubro de 2011 | 19h50

Segundo a mineradora, a principal causa da forte queda do lucro foi a valorização do dólar frente ao real.

"Como consequência da forte depreciação do real em relação ao dólar americano, a variação monetária e cambial líquida causou um impacto negativo em nosso lucro líquido de 4,071 bilhões de reais no 3T11, contra um efeito positivo de 848 milhões de reais no trimestre anterior", assinalou a Vale em seu balanço financeiro divulgado nesta quarta-feira.

Por outro lado, a mineradora apresentou geração de caixa recorde, bem como sua melhor receita operacional líquida da história.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), que mede a capacidade de gerar caixa, foi de 16,11 bilhões de reais no período, valor 1,2 por cento superior ao resultado do terceiro trimestre do ano passado.

Com aumento nas vendas de minério, a receita operacional líquida da Vale somou 28,6 bilhões de reais no terceiro trimestre e cresceu 8,5 por cento em comparação com igual período de 2011.

O lucro da companhia em dólares, de 4,94 bilhões, ficou abaixo das previsões de analistas de mercado. Pesquisa da Reuters junto a nove analistas havia indicado um lucro líquido de 6,49 bilhões de dólares.

(Reportagem de Sabrina Lorenzi)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAOVALEBALANCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.