Lula defende fundo para preservação da Amazônia

O presidente Luis Inácio Lula da Silva defendeu hoje a criação de um fundo de apoio à preservação da Amazônia, que repassaria US$ 1 bilhão por ano para ações de combate ao desmatamento na região. Em discurso no Fórum de Legisladores sobre Mudanças Climáticas, no Palácio do Itamaraty, boa parte de improviso, Lula disse que os países ricos devem bancar a conservação do meio ambiente, já que consomem 80% dos recursos do planeta. "É fácil os países mais poluidores repassarem a responsabilidade de proteger o planeta aos países pobres", disse o presidente. "Os países que são poluidores do mundo precisam pagar para que os países pobres façam aquilo que os países ricos não fizeram no século 19", completou o presidente, sob aplausos de parte da platéia. Ele defendeu a produção de biodiesel como alternativa para reduzir a poluição e assegurou que isso não acarretará aumento do desmatamento da Floresta Amazônica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.