Lula deixa hospital após primeira sessão de quimioterapia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve alta do hospital na tarde desta terça-feira após submeter-se à primeira sessão de quimioterapia para combater um câncer diagnosticado na laringe, informou o hospital em que Lula está fazendo o tratamento.

REUTERS

01 de novembro de 2011 | 16h13

De acordo com boletim do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o ex-presidente fez exames complementares nesta terça após a colocação de um catéter em intervenção cirúrgica realizada na véspera.

"O paciente concluiu a primeira sessão de quimioterapia sem intercorrências", informou o hospital no boletim.

De acordo com o Instituto Cidadania, idealizado pelo ex-presidente, Lula deixou o hospital às 15h34. Ele havia dado entrada no hospital na manhã de segunda-feira para iniciar o tratamento contra a doença.

A equipe médica que acompanha Lula disse que o ex-presidente passará por mais duas sessões de quimioterapia. O intervalo entre as aplicações será de 21 dias, e os médicos pretendem reavaliar o quadro de Lula entre a segunda e a terceira sessões.

O ex-presidente teve a doença diagnosticada no sábado. Ele foi aconselhado pelo seu médico pessoal, o cardiologista Roberto Kalil Filho, a procurar auxílio médico após se queixar de uma dor de garganta que o incomodou durante toda a semana passada.

Kalil Filho, que participou das comemorações do aniversário de 66 anos de Lula na última quinta-feira, faz parte da equipe médica que acompanha o ex-presidente.

De acordo com os médicos, o tumor detectado na laringe de Lula é de agressividade média e as chances de cura são altas.

(Reportagem de Eduardo Simões)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICALULAALTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.