Lula diz que teve que provar a cada dia capacidade de governar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a três dias de deixar o cargo, lembrou que ao chegar à Presidência teve que provar sua capacidade de governar, ao contrário daqueles que o antecederam.

REUTERS

28 de dezembro de 2010 | 18h17

Em tom de despedida, Lula citou conquistas de seus dois mandatos e disse que teve que mostrar ser capaz de governar "igual ou melhor do que todos os doutores que passaram pela Presidência da República deste país".

"Nenhum presidente da República teve que provar qualquer coisa neste país, e eu sabia que eu tinha que provar a cada dia", afirmou o presidente em cerimônia de lançamento da pedra fundamental da fábrica da Fiat em Suape, Pernambuco.

O presidente, ao falar de seu governo, lembrou do processo de capitalização da Petrobras, que disse não ter sido feito por nenhum empresário, mas por um operário.

"A coisa é tão irônica para os meus adversários é que não foi o dono da Fiat que fez a maior capitalização do mundo, não foi o Bill Gates que fez a maior capitalização do mundo, não foi dono da General Motors que fez a maior capitalização do mundo, foi exatamente, meus companheiros da Fiat, um torneiro mecânico de São Bernardo do Campo, sem diploma universitário", disse Lula diante de diretores da montadora e de autoridades.

(Por Bruna Serra)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICALULAFIATPE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.