Lula e reforma trabalhista são os assuntos mais comentados na #comunidadeestadao

Manifestações do prefeito de São Paulo João Doria também agitaram a discussão

O Estado de S.Paulo

14 Julho 2017 | 20h52

Condenação de Lula - 1.121 comentários

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz da Lava Jato Sérgio Moro foi o assunto mais comentado da semana na internet. Só no portal do Estadão, foram 69.521 acessos simultâneos logo após a divulgação da notícia. 

 

"O juiz Moro foi sábio e justo na sentença. Sábio quando não decretou a prisão de Lula - uma estratégia para não criar um oba-oba ou uma romaria, e justo ao condená-lo, mostrando que ninguém está acima da lei. É um senhor juiz."

SEVERINO DE ARAÚJO FERREIRA

"Ele se posta como uma pessoa acima das instituições democráticas, acima dos Três Poderes, com seus contumazes ataques ao Executivo do qual ele foi chefe maior, ao Legislativo do qual foi integrante durante 20 anos e ao Judiciário, do qual nunca postulou porque, para estar neste, a pessoa tem que estudar."

MARCELO CORREA

"Para se salvar, o Lula quer criar uma nova exclusividade brasileira, do tipo das jabuticabeiras que só florescem por aqui. Caso condenado em primeira instância, nossos réus poderão optar por submeter a decisão judicial a um escrutínio público, via voto. Caso vitoriosos, teriam suas penas revogadas e estariam livres para voltar a delinquir."

WELINGTON PAGNOZZI

"Com esta condenação, fica taxativamente provado que nossa justiça muitas vezes julga motivada por estado de comoção. Quem ler atentamente os autos, verá e notoriamente constatará que o MPF ficaria em situação de descrédito."

ADÃOZINHO TOME

Reforma trabalhista - 269 comentários

Em uma sessão conturbada, a reforma trabalhista foi aprovada nessa terça-feira, 11, no plenário do Senado por 50 votos favoráveis e 26 contrários. Houve 1 abstenção em um quórum de 77 senadores. A lei foi sancionada pelo presidente Michel Temer dois dias depois. 

"Excelente notícia. Os contratos de trabalho devem ser mais livres, fruto de negociação entre os interessados. É impossível 'explorar' alguém numa economia de mercado. Se o trabalhador não gosta da remuneração ou das condições de trabalho, é só negar a oferta."

EDUARDO PRESTES

"Espero que essa reforma trabalhista seja sancionada o mais breve possível. Em relação à contribuição sindical, deve ser extinta imediatamente, pois os sindicatos têm caixa suficiente para se adaptarem à nova regra."

DANIEL OTANI DAYO

"Senadores entrarão de férias em julho e voltarão só em agosto. Terão férias antes do Natal e voltarão só depois do carnaval. O trabalhador terá de dividir as férias suadas de 30 dias em três e almoçará correndo em 30 minutos."

SAVIO KRAUS

"Os banqueiros, os grandes empresários e os políticos corruptos comemoram enquanto os trabalhadores estão sendo cruelmente massacrados, mas a população vai fazer a sua reforma em 2018 e expurgará essa massa de políticos corruptos que não nos representa."

CRIST MS

 

João Doria - 180 comentários

O prefeito de SP João Doria se manifestou enfaticamente sobre a sentença ao ex-presidente Lula, arrancando críticas do vice-presidente nacional do PSDB, o ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman. Veja o que os leitores acharam: 

"É isso mesmo, nos livramos do passado, agora é olhar para o futuro, Doria. Vai doer um pouco, no entanto. Mas o PSDB também vai ter que se livrar do seu esqueleto Aécio. Por um Brasil moderno e sem as amarras empoeiradas do passado."

ALEXANDRE FAGUNDES 

"Caro Goldman, por acaso o Doria não pode falar? Ele está falando por ele, não pelo PSDB. Ele não é porta-voz do partido. Doria fala por Doria. Chamá-lo de papagaio é um pouco demais, não? Você pede respeito a Lula, mas não respeita a opinião de Doria. Difícil isso, hein?"

WAGNER MIRANDA

"Inveja pode matar. O Dória é um ponto fora da curva dos políticos que pululam por aí. Não é à toa que começa a ser atacado."

ROSITA MORGADO

"Quero ver a cor da bandeira que ostentará para comemorar ou criticar a decisão da Câmara sobre a Presidência. Vai apoiar de mesma forma o ministro e o procurador-geral? Será verde e amarela ou roxa? Ou seria preta de luto?"

JOÃO JUNIOR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.