Lula: reajuste do Bolsa-Família é justiça com carentes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje, em seu programa semanal "Café com o Presidente", que o reajuste de 10% para os beneficiários do programa Bolsa-Família representa "justiça" com a população carente brasileira. "Todas as categorias profissionais tiveram reajuste este ano em todo o Brasil e é justo que a gente dê um reajuste razoável para os que recebem o Bolsa-Família, porque isso vai ajudar no aumento de poder de compra deles. Quanto mais o povo puder comprar, mais certeza nós temos de que a economia brasileira vai continuar crescendo", afirmou.

AE, Agencia Estado

03 Agosto 2009 | 09h28

Lula comentou ainda a qualificação profissional dos beneficiários do programa. Ele participou, na semana passada, da cerimônia de formatura de 457 pessoas, beneficiadas por um convênio entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e o setor de construção civil. "Você vai formando profissionalmente as pessoas, a economia vai crescendo, mais gente vai precisar de empregados e empregadas." As informações são da Agência Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.