Lula suspende presença na ONU e se dedica às eleições

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não vai comparecer à abertura da 65a Assembleia Geral das Nações Unidas no próximo dia 23 de setembro, informou a secretaria de imprensa da Presidência da República.

REUTERS

15 de setembro de 2010 | 16h32

De acordo com a assessoria, neste momento o presidente Lula tem uma demanda doméstica grande, em função das eleições, o que pesou na decisão.

Desde que assumiu o governo, em 2003, esta é a primeira vez que Lula deixa de comparecer à reunião, realizada todos os anos em Nova York, sede do organismo. Esta seria a última de seu mandato.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, deve representar o Brasil no evento. A Assembleia Geral reúne representantes de 192 países é o órgão deliberativo da ONU.

(Reportagem de Carmen Munari)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICALULAONU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.