Lula: vigilância 'que deu certo' da gripe suína continua

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que o governo vai continuar com a "vigilância que deu certo" nos aeroportos internacionais para evitar a propagação do vírus Influenza A (H1N1), da chamada gripe suína. "O governo continua nos aeroportos, cumprindo determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Vamos continuar com a vigilância que deu certo", disse o presidente, em entrevista coletiva na base Aérea de Brasília, antes de embarcar para Mato Grosso do Sul com o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, onde fará viagem inaugural do trem do Pantanal.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

08 de maio de 2009 | 09h30

Lula afirmou que conversou ontem e hoje pela manhã com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que confirmou os quatro casos da doença no País: dois em São Paulo, um em Belo Horizonte e outro no Rio de Janeiro. Três desses pacientes já teriam sido liberados e apenas um, do Rio de Janeiro, ainda está internado. O presidente disse que Temporão lhe afirmou que não houve circulação do vírus, o que mostrou que a atuação do Ministério da Saúde tem sido "exitosa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.