Luxottica propõe executivo da P&G como novo copresidente executivo

A Luxottica, maior grupo de óculos do mundo, propôs a nomeação de um executivo sênior da Procter & Gamble como seu novo copresidente executivo nesta quarta-feira, buscando solucionar uma crise de governança depois de perder dois presidentes-executivos em um prazo de seis semanas.

REUTERS

22 de outubro de 2014 | 17h50

A fabricante dos óculos de sol Ray-Ban e Oakley disse que seu presidente do Conselho irá propor que Adil Mehboob-Khan seja apontado como copresidente encarregado de mercados a partir de janeiro e que, nesse ínterim, integre o conselho como um diretor não-executivo. A proposta será levada à reunião do conselho em 29 de outubro.

O movimento segue a abrupta partida do último presidente, Enrico Cavatorta, na semana passada, que apenas seis semanas antes havia assumido o posto no lugar de Andrea Guerra.

Ambos os executivos tiveram embates com o presidente do Conselho e acionista majoritário da Luxottica, Leonardo Del Vecchio, de 79 anos, que assumiu temporariamente a gestão do grupo.

Del Vecchio agora planeja entregar todas as responsabilidades executivas para o vice-presidente de operações Massimo Vian, que vai se tornar copresidente no comando das operações e produtos quando Mehboob-Khan se juntar à empresa, disse a companhia.

Mehboob-Khan deve deixar a Procter & Gamble em 1o de janeiro após 27 anos, segundo divulgou a empresa norte-americana em um comunicado à parte. Nos últimos três anos, o executivo nascido em Londres liderou a marca de produtos para cabelos Wella. Ele será substituído no cargo pelo presidente global do grupo Patrice Louvet, disse a P&G.

(Por Valentina Za)

Mais conteúdo sobre:
CONSUMOLUXOTTICAGESTAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.