Macaco será operado de hérnia nos EUA

Uma cirurgia inusitada está marcada para esta sexta-feira nos Estados Unidos: um macaco bonobo, de 27 anos, morador do centro de pesquisas Great Ape Trust, será submetido a uma operação de hérnia abdominal. Acredita-se que esta será uma das primeiras cirurgias realizadas num grande macaco, e a primeira num bobobo, de acordo com nota divulgada pelo centro.A operação em P-Suke - pronuncia-se "Picecai" - deve ocorrer na Universidade de Des Moines. Cientistas do Great Ape Trust dizem ter notado uma protuberância, do tamanho de um ovo, na lateral do corpo de P-Suke há cinco semanas. Depois de uma avaliação, veterinários e médicos recomendaram uma cirurgia para aliviar a hérnia, condição que surge quando a parede abdominal enfraquece e uma porção de tecido ou do intestino passa para o outro lado. Espera-se que a laparoscopia dure entre 30 e 40 minutos.Os grandes macacos - categoria que inclui ainda gorilas, chimpanzés e orangotangos - são considerados os parentes mais próximos do ser humano ainda não extintos. Grupos internacionais como o Great Apes Project defendem a extensão de alguns direitos a esses animais, como vida, liberdade e proteção contra tortura.

Agencia Estado,

06 de julho de 2006 | 18h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.