Macarrão instantâneo é ''reprovado'' em teste

Os dez principais macarrões instantâneos vendidos no País, de diferentes fabricantes, foram classificados como ruins pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste). A pesquisa constatou que o tempero desses macarrões oferece até 15 vezes o valor diário recomendado para o consumo de sódio e quantidades abusivas de glutamato monossódico, um realçador de sabor que poderia causar dependência. Nas massas também foram encontradas quantidades excessivas de gordura. Segundo médicos, sódio em excesso gera pressão alta.{HEADLINE}

, O Estadao de S.Paulo

29 de outubro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.