Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mackenzie usará nota do Enem 2011 em vestibular

A adoção do Enem 2011 pela Universidade Presbiteriana Mackenzie para preencher parte das vagas do vestibular de inverno desta ano tem causado polêmica entre os estudantes. Publicado na semana passada, o edital usará "como único instrumento de classificação e convocação de candidatos" o desempenho na prova do Enem de 22 e 23 de outubro de 2011 - exceto para Arquitetura e Design, que também terão provas específicas.

CEDÊ SILVA / ESTADÃO.EDU, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2012 | 03h05

As inscrições estão abertas até 16 de abril, e no dia 18 deve ser divulgado o edital do vestibular convencional, para preencher as vagas restantes. Em cursos como Direito e Jornalismo, por exemplo, metade das vagas será oferecida via Enem.

"O Mackenzie decidiu acabar com a várzea do seu vestibular e adotar a várzea nacional, também conhecida como Enem? Que beleza!", publicou um estudante da USP no Twitter. "Mackenzie é Enem agora? Aff, tô grilada!!", escreveu uma aluna. "Ainda bem que já tô lá dentro", postou outra.

Segundo Rodrigo Rangel, presidente do Centro Acadêmico de Direito, o edital foi uma surpresa. "Gerou grande repercussão, e queremos saber os motivos da mudança - se vai melhorar a seleção dos alunos, se houve algum estudo." Para ele, a concorrência via Enem será menor, pois apenas quem já fez a prova estará autorizado a participar.

Procurada, a assessoria de imprensa do Mackenzie informou que professores da comissão de processos seletivos falariam apenas hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.