Madrilenhos têm aula de inglês no metrô

Idéia é tentar amenizar a deficiência dos espanhóis de se comunicar em outra língua

Lucila Runnacles, BBC Brasil

24 de setembro de 2007 | 11h02

Esperar pelo metrô nas estações de Madri já não é uma tarefa tão chata, já que os madrilenhos agora tem a opção de aprender inglês de graça enquanto aguardam.   A iniciativa do Canal Metro Madri pretende passar conhecimentos básicos da língua para mais de um milhão de passageiros que usam o transporte público diariamente.   Nove estações do metrô estão transmitindo, em telões e televisões, um curso com mil horas de aulas de inglês.   As aulas são em mini-módulos de 30 segundos cada, em que os passageiros ouvem o professor em inglês e aprendem vocabulário em frases básicas como, por exemplo: "Você está esperando o metrô?" "Para qual estação você está indo?"   A idéia surgiu para tentar amenizar a deficiência dos espanhóis de se comunicar em inglês.   Segundo uma pesquisa do Eurobarômetro feita pelo CIS (Centro de Investigações Sociológicas) sobre os europeus e seus idiomas, 65% dos espanhóis não sabem nem falar nem escrever em inglês. Apenas 27% deles consegue manter uma conversação no idioma de Shakespeare, menos da metade da média européia, de 56%.   O problema da barreira idiomática na Espanha é quase geral e os próprios espanhóis reconhecem que há falta de interesse e de incentivos para aprender um novo idioma. Por exemplo, em Madri, a maioria dos filmes estrangeiros é dublada; dos 44 cinemas da capital espanhola, apenas nove exibem versões originais.   Durante a primeira semana do curso, a maioria dos usuários do metrô aprovou a iniciativa.   Segundo José Ramón López Grañeda, responsável de marketing do Canal Metro Madri, "muitos aproveitam as rápidas lições para aprender um pouco ou apenas refrescar alguns conhecimentos que já estavam esquecidos em algum lugar da memória".

Tudo o que sabemos sobre:
Madriinglêsmetrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.