Mãe de Eloá atribui 50% de culpa da morte à polícia

A mãe de Eloá Pimentel, Ana Cristina Pimentel, disse hoje que a polícia teve 50% de culpa na morte de sua filha - morta em 2008 pelo ex-namorado Lindemberg Alves - quando o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) invadiu o imóvel que servia de cativeiro. Seu advogado, Ademar Gomes, informou que propôs ação contra o Estado por danos materiais e morais.

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2012 | 21h01

Tudo o que sabemos sobre:
caso Eloápolíciaculpa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.