Mãe de Isabella sofre de estresse pós-traumático

O terapeuta de Ana Carolina Oliveira, José Milton Kotzent, disse que a mãe de Isabella está abatida e triste e pediu ao juiz Maurício Fossen para conversar com a paciente. Ana prestou na última segunda-feira depoimento no julgamento da morte de sua filha. Desde então, está retida no Fórum de Santana. Ela fica isolada em uma sala do Fórum, sem acesso a televisão ou jornais.

CAROLINA FREITAS, Agencia Estado

24 de março de 2010 | 19h34

Enquanto esteve retida, Ana chegou a ser atendida por um médico do Judiciário. "Ela deu todos os passos para trás no que avançamos nesses dois anos", avaliou Kotzent. Segundo ele, que trata de Ana Oliveira desde a morte de Isabella, a mãe sofre de transtorno de estresse pós traumático e precisa de acompanhamento médico.

No início desta noite, os advogados de defesa de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá pediram uma acareação entre a mãe de Isabella e os réus. O pedido está em análise do juiz Maurício Fossen, que preside o júri.

Tudo o que sabemos sobre:
IsabellaNardonijulgamentoestressemãe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.