Mãe é acusada de ajudar filho a atear fogo ao próprio corpo para vídeo no Facebook

Uma mulher da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, foi acusada de ajudar a filmar seu filho adolescente ateando fogo ao próprio corpo após se embeber em removedor de esmalte para unhas como parte de um desafio disseminado nas redes sociais, disse a polícia.

REUTERS

12 Agosto 2014 | 12h09

Janie Lachelle Talley, de 41 anos, acompanhou a tentativa de seu filho de 16 anos de concluir um vídeo de "desafio de fogo" para publicar no Facebook no dia 29 de julho, disse o departamento de polícia de Charlotte-Mecklenburg, no Estado norte-americano da Carolina do Norte, na segunda-feira.

O garoto sofreu queimaduras leves em seu torso e pescoço. O vídeo mostra outras pessoas tentando apagar a chama.

"A mãe da vítima estava presente, ciente do que seu filho estava fazendo e facilitou a filmagem", disse a polícia em comunicado.

A polícia prendeu a mulher no dia 6 de agosto, acusando-a de contribuir na negligência de um menor, de acordo com o comunicado.

O "desafio de fogo" tem se espalhado pelas redes sociais, com pessoas jogando líquidos inflamáveis sobre si mesmas, ateando fogo e tentando apagar as chamas para então publicar o vídeo na Internet.

(Reportagem de Colleen Jenkins)

Mais conteúdo sobre:
ODDMAEFOGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.