Mães de homossexuais fazem protesto em SP

As mães dos gays devem sair do armário. Quem diz é uma delas, a aposentada Edith Modesto, de 73 anos. Para dar uma forcinha aos pais que se descobriram nessa situação, ela e um grupo de parentes de homossexuais marcharam ontem à noite da Avenida Paulista ao Largo do Arouche, no centro. Foi um protesto bem-humorado contra a homofobia que contou com 200 pessoas, apesar do frio. Para a promotora de merchandising Gislaine Cristina dos Santos, de 51 anos, foi uma froma de celebrar o Dia das Mães. "Ela me arrastou para cá, dizendo que é importante eu lutar pelos meus direitos", disse o filho, Alexsandro Ferraz, de 18.

CAIO DO VALLE / JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

14 Maio 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.