Maior competitividade da carne bovina aquece exportações--Cepea

Uma maior competitividade da carne bovina do Brasil favoreceu as vendas externas do país no início de 2013, elevando perspectivas para o ano, apontou o Centro de Estudos em Economia Aplicada (Cepea) nesta quarta-feira.

Reuters

20 de março de 2013 | 17h05

Segundo o Cepea, a desvalorização do real frente ao dólar, o crescimento de economias de países emergentes e o preço mais elevado dos exportadores concorrentes explicam a competitividade brasileira neste início de ano, reafirmando a força exportadora do país no decorrer do ano.

As exportações brasileiras de carne bovina congelada, fresca ou resfriada representaram 2,41 por cento da pauta de exportações do país no acumulado de janeiro/fevereiro, uma alta em relação ao 1,67 por cento registrado no mesmo período do ano passado, acrescentou o Cepea.

No bimestre, foram exportadas 165,27 mil toneladas do produto in natura e 30,59 mil toneladas da industrializada. Tais embarques representam aumentos de 40,78 e 0,25 por cento, respectivamente, em relação ao início de 2012.

O indicador do boi gordo Esalq/BM&FBovespa apresentou uma ligeira variação positiva na última semana, avançando 0,28 por cento, fechando cotado a 97,94 reais por arroba.

(Por Laiz de Souza)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSBOICEPEA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.