Maior floresta urbana do mundo sofre com desenvolvimento

Uma área protegida na capital econômica da Índia, considerada a maior floresta urbana do mundo, está sendo pressionada e devastada por causa do crescimento de Mumbai.Três vezes maior que o Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, e 30 vezes maior que o Central Park, em Nova York, o Parque Nacional Sanjay Gandhi, no extremo norte de Mumbai, abriga cerca de 20 leopardos adultos e centenas de espécies de animais - mas também cerca de 200 mil moradores, muitos deles envolvidos em atividades florestais irregulares.No Dia Mundial das Florestas, autoridades e especialistas se disseram nesta quarta-feira, 21, preocupados com o surgimento de novos condomínios que apagam os limites entre cidade e campo, a fim de acomodar os 17 milhões de habitantes da metrópole."Para salvar este pulmão verde de Mumbai, a floresta tem de se livrar dos invasores, e as atividades de construção ao redor dela têm de ser monitoradas", disse Kailash Brari, conservador-assistente do parque. "Este é o maior parque nacional do mundo dentro dos limites de uma cidade, é único e vital."É fácil ver os efeitos do desenvolvimento urbano sobre os 104 quilômetros quadrados de floresta. Em 2004, pelo menos 14 pessoas morreram em ataques de leopardos na cidade, pois seu habitat ficou menor e os animais saíram do parque e entraram em bairros vizinhos.Pelo menos 47 leopardos foram apanhados em 2004 e 2005, e há planos para libertá-los na natureza com chips eletromagnéticos nas caudas, para que eles possam ser controlados e recapturados caso voltem a atacar alguém. É ilegal caçar leopardos, um animal ameaçado na África e na Ásia, mas muitas vezes abatido por causa da sua pele.

Agencia Estado,

21 de março de 2007 | 17h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.