Maior refinaria do Iraque é fechada; funcionários estrangeiros deixam local

A maior refinaria de petróleo do Iraque, em Baiji, foi fechada e seus funcionários estrangeiros foram retirados do local, disseram autoridades da refinaria nesta terça-feira, acrescentando que os empregados locais permanecem em seus postos e que os militares ainda controlam a instalação.

REUTERS

17 Junho 2014 | 07h12

Militantes de um grupo dissidente da rede Al Qaeda que invadiram na semana passada a cidade de Mosul, a segunda maior do país, avançaram em direção à refinaria e a cercaram.

A refinaria foi fechada à noite, disseram fontes.

(Reportagem de Ghazwan Hassan)

Mais conteúdo sobre:
IRAQUEREFINARIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.