Mais de 7,1 milhões confirmam inscrição do Enem

Mais de 7,1 milhões de candidatos confirmaram a inscrição para a edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O número, anunciado nesta sexta-feira, 7, pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, é 24% superior às inscrições do ano passado. Para 2013, a expectativa do MEC era que pouco mais de 6 milhões fizessem as provas nos dias 26 e 27 de outubro.

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

07 de junho de 2013 | 15h57

"É uma grande vitória do Brasil mais de 7 milhões de pessoas quererem fazer o Enem. O povo brasileiro quer estudar mais", disse Mercadante. Além de avaliar o desempenho dos estudantes do ensino médio no País, o Exame pode ser utilizado pelo candidato para disputa de vagas em universidades públicas, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Para o ministro, parte do sucesso do Enem se deve ao fato da prova ser critério de acesso aos programas Universidade para Todos (ProUni), Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Ciência sem Fronteiras. Os estudantes maiores de 18 anos que não concluíram o ensino médio podem ainda utilizar a nota da prova para obter a certificação. Neste ano, mais de 780 mil pessoas se inscreveram com esse fim.

Todos os Estados do País apresentaram aumento em relação às inscrições de 2012. O Amapá apresentou o maior crescimento, de 63%. O Sudeste e Nordeste concentram o maior número de alunos que vão prestar o Enem: mais de dois terços dos inscritos farão as provas em cidades das duas regiões.

Do total de candidatos, apenas cerca de dois milhões pagaram a taxa de inscrição no valor de R$ 35,00. Estavam isentos do pagamentos os alunos que concluíram o ensino média da rede pública de ensino ou ainda aqueles com renda familiar de, no máxima, 1,5 salário mínimo por pessoa.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãoEneminscrições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.