Mais três PMs são condenados por morte de juíza

Três policiais militares acusados de matar a juíza Patrícia Acioli, em Niterói (Região Metropolitana do Rio), em 11 de agosto de 2011, foram condenados ontem à noite, em julgamento promovido no 3º Tribunal do Júri da cidade.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

30 de janeiro de 2013 | 22h37

O cabo Jefferson de Araújo Miranda foi condenado a 26 anos de prisão por formação de quadrilha e homicídio triplamente qualificado. O também cabo Jovanis Falcão foi condenado pelos mesmos crimes a 25 anos e seis meses de prisão. O soldado Júnior Cezar de Medeiros foi condenado a 22 anos e seis meses por homicídio duplamente qualificado. Em depoimentos durante o julgamento, os três réus negaram envolvimento no crime. A defesa de Junior Cezar alega que ele nem sabia que colegas estavam planejando matar a juíza.

Agora são quatro os PMs condenados pelo crime. Em 5 de dezembro passado, o cabo Sérgio Costa Júnior foi condenado a 21 anos de prisão por formação de quadrilha e homicídio qualificado (por motivo torpe, mediante emboscada e para assegurar impunidade de outro crime). Outros sete policiais ainda aguardam julgamento. A juíza foi morta com 21 tiros quando chegava em casa, em Niterói. Ela trabalhava em São Gonçalo, cidade vizinha. (AE)

Mais conteúdo sobre:
Riocondenaçãomortejuíza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.