Mala de família britânica é perdida e acaba no Afeganistão

Família viajava de Southampton para Paris pela Air France.

Da BBC Brasil, BBC

02 Janeiro 2009 | 15h06

A mala de uma família da Grã-Bretanha que ia para Paris foi perdida e acabou no Afeganistão.A companhia aérea Air France informou a David e Marie Bennett, de Hampshire, que a mala tinha desaparecido depois do vôo de Southampton para Paris.A bagagem com roupas da família reapareceu na cidade de Farah, no Afeganistão, e foi enviada para o aeroporto de Southampton uma semana depois.Não há vôos para Farah partindo de Southampton ou do Aeroporto Charles de Gaulle em Paris.Presentes de NatalA família Bennett tinha levado duas malas para sua viagem a Paris, uma para os pais e outra para os filhos, Françoise, de 13 anos, e Remi, de 10.A mala das crianças com todas as suas roupas e os presentes de Natal foi a enviada ao Afeganistão."Fomos até (o balcão da) Air France e normalmente eles conseguem rastrear estas coisas, mas eles falaram: 'desapareceu'", afirmou David Bennett."Durante todo (o período do) Natal isto foi tudo o que nos informaram. Tivemos que correr e comprar roupas às 4h da tarde na véspera de Natal, em temperaturas congelantes", acrescentou.Segundo Bennett a mala já estava em Southampton quando a família voltou uma semana depois e a família perguntou a uma funcionária onde sua mala esteve."Na etiqueta havia um código de aeroporto, que mostra o destino, e ela disse: 'não é nenhum lugar atendido por Southampton'", disse."Ela fez um telefonema e disse: 'Vocês não vão acreditar. Sua mala estava no Afeganistão neste Natal e conseguiu voltar depois de sete dias'", disse."É surpreendente que (a mala) foi tão longe e que alguém no Afeganistão teve a honestidade de olhar a mala e perceber que era de alguém e enviou de volta", disse Bennett.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.