Malásia pode proibir maridos de chamar mulheres de 'feias'

Proposta de emenda constitucional prevê proteção contra violência doméstica 'emocional'

BBC Brasil, BBC

28 de maio de 2009 | 11h57

O governo da Malásia está submetendo ao Parlamento uma proposta de emenda na Constituição do país que proíbe homens de chamar suas mulheres de "feias".

A ideia do Ministério da Mulher, Família e Desenvolvimento é garantir a proteção das mulheres contra violência emocional - a Constituição do país prevê apenas a proteção contra violência física.

A diretora do Departamento para Desenvolvimento da Mulher do ministério, Datuk Noorul Ainur Mohd, afirmou o jornal malaio The Star, "a violência emocional é uma forma de abuso e que pode marcar as mulheres e diminuir a auto-estima, a dignidade e a confiança em si mesma".

"Pode ser o caso de um marido que chama a mulher de feia e a humilha até que ela se sinta emocionalmente pressionada", disse ela ao jornal.

De acordo com a ONG Women's Aid Organization, da Malásia, cerca de 39% das mulheres malaias já sofreram abuso dos parceiros e a violência doméstica é "significativa" no país.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.