Mali forma novo governo provisório

O presidente interino do Mali, Dioncounda Traoré, aprovou nesta segunda-feira um novo gabinete provisório com a intenção de deixar o país africano mais perto de retomar a ordem constitucional depois do golpe militar de março.

Reuters

20 de agosto de 2012 | 20h05

O gabinete de 31 integrantes substituirá uma autoridade provisória que enfrentou grandes disputas internas e não foi capaz de marcar eleições.

"O presidente da República, após receber propostas do primeiro-ministro, decreta a lista de membros do governo", disse a declaração presidencial lida na rádio pública.

O texto diz que os ocupantes de cinco cargos no novo gabinete transitório foram escolhidos pela cúpula militar, e que pelo menos quatro membros da autoridade transitória permanecerão em seus cargos, inclusive o ministro do Interior, encarregado de organizar eleições.

O golpe de 22 de março na prática dividiu o Mali em dois, permitindo que separatistas e militantes islâmicos ganhassem terreno no norte do país, que era outrora visto como uma história de sucesso da democracia na África.

(Reportagem de Tiemoko Diallo)

Mais conteúdo sobre:
MALIGOVERNOPROVISORIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.