Mamar colostro eleva a resistência

Conforme a pesquisadora da Embrapa, a imunização de vacas sadias no pré-parto estimula a produção de anticorpos no colostro, que irão proteger o bezerro. ''''O bezerro adquire proteção imunológica ao ingerir o colostro. Portanto, é fundamental garantir o colostro ao bezerro imediatamente após o nascimento, antes de qualquer outro alimento.''''O colostro é o primeiro leite produzido pela vaca no pós-parto e contém grande quantidade de proteínas. A recomendação é a de que o animal consuma 10% de seu peso em colostro, nas primeiras 24 horas. Nos primeiros três dias de vida, a média de consumo é de 4 litros/dia, mamando diretamente na vaca ou em mamadeiras.UMBIGOApós o nascimento, outra prática importante é a assepsia do umbigo, feita com solução de iodo alcoólico a 10%, durante três a quatro dias. Segundo a professora Alice Maria Melville Paiva Della Libera, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, da USP, o curativo inadequado do umbigo é uma porta de entrada para agentes infecciosos. ''''Manter o ambiente limpo e não colocar muitos animais em uma mesma área também inibem a proliferação de microrganismos. Daí a necessidade de higienizar utensílios e instalações constantemente'''', recomenda a professora da USP. INFORMAÇÕES: Embrapa, tel. (0--16) 3361-5611; FMVZ/USP, tel. (0--11) 3091-1285

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.