Mancha de óleo se dissipou, diz órgão ambiental do RJ

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão da Secretaria Estadual do Ambiente do Rio, autorizou nesta quinta-feira, 9, a retomada da captação de água no trecho do Rio Paraíba do Sul em que, no último domingo, uma tentativa de furto causou um vazamento de 49 mil litros de óleo diesel em um oleoduto da Transpetro.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

09 de maio de 2013 | 19h21

Durante o sobrevoo realizado nesta quinta por agentes do Inea, foi constatado o sumiço da mancha compacta e contínua, com extensão de aproximadamente 30 quilômetros, identificada na última segunda-feira. Nesta quinta havia apenas manchas esparsas em fase prateada fosca, o que indica degradação ou dispersão, segundo o órgão.

Segundo a Transpetro, até a noite de quarta-feira já haviam sido recolhidos 40 mil litros do óleo, o que corresponde a 82% do volume total. Conforme a empresa, o trabalho de recuperação mobiliza cerca de 100 homens, que usam helicóptero, barcos de apoio, caminhões-vácuo e caminhões-tanque, entre outros equipamentos. Foram instaladas barreiras de contenção e absorventes ao longo do rio.

Tudo o que sabemos sobre:
vazamentoóleoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.