Manchetes Summary

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o dólar continuará sendo uma moeda importante por décadas, mas acredita ser possível desenvolver novas relações comerciais não dependentes da divisa norte-americana. Em entrevista publicada no jornal francês Le Monde nesta terça-feira, Lula afirmou que a dependência do dólar não é algo bom e que são necessárias alternativas.

COMÉRCIO MUNDIAL, REUTERS

07 Julho 2009 | 08h16

Zelaya pedirá a Hillary atuação dos EUA na crise de Honduras

TEGUCIGALPA (Reuters) - O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, vai se reunir nesta terça-feira com a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, para buscar um maior compromisso do governo de Washington com sua volta ao poder, algo que o governo interino afirma ser "inegociável". O governo que assumiu após a deposição do presidente impediu Zelaya de pousar, domingo, no aeroporto de Tegucigalpa, onde conflitos entre milhares de seus simpatizantes e os militares deixaram um morto e ao menos uma dezena de feridos.

IGP-DI fica abaixo do esperado com deflação de 0,32% em junho

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) teve uma queda maior que a esperada em junho, devido a um arrefecimento de custos em todos os componentes. O indicador declinou 0,32 por cento em junho, ante variação positiva de 0,18 por cento em maio, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV), nesta terça-feira.

China impõe toque de recolher em Xinjiang após protestos

URUMQI, China (Reuters) - A China vai impor um toque de recolher na capital da região muçulmana de Xinjiang nesta terça-feira, após ter tentado coibir protestos com o uso de gás lacrimogêneo dois dias depois que conflitos étnicos deixaram 156 mortos e mais de 1.000 feridos. O toque de recolher será determinado a partir das 21h (10h de Brasília) de terça-feira até 8h de quarta-feira, disse uma autoridade do Partido Comunista regional em discurso na televisão, segundo a agência de notícias oficial Xinhua.

Montadoras esperam alta de vendas no país em 2009 e 2010

SÃO PAULO (Reuters) - A indústria de veículos do país deixou de lado tom pessimista do início do ano e passou a apostar em um terceiro recorde consecutivo de vendas internas em 2009, e desempenho ainda melhor em 2010. A Anfavea, entidade que reúne as montadoras instaladas no país, melhorou nesta segunda-feira sua previsão de vendas domésticas em 2009, revendo sua estimativa de queda de 3,9 por cento para alta de 6,4 por cento, chegando a 3 milhões de unidades. Em 2008, o volume de vendas somou de 2,82 milhões de veículos.

MPF faz nova denúncia e liga Daniel Dantas ao "mensalão"

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou à Justiça na última sexta-feira o banqueiro Daniel Dantas, dono do grupo Opportunity, e outras 13 pessoas por lavagem de dinheiro, evasão de divisas e crime de formação de quadrilha e organização criminosa. Dentre os diversos crimes, a denúncia oferecida pela procuradoria à 6a Vara Federal Criminal liga o Opportunity ao escândalo do "mensalão", ao descrever como o grupo financiou o chamado "valerioduto" quando ainda controlava a Brasil Telecom.

Brasil tem 905 casos de H1N1 e divulgará informações em estradas

SÃO PAULO (Reuters) - Postos da Polícia Rodoviária Federal em seis Estados brasileiros passarão a divulgar informações sobre a gripe H1N1, reforçando as medidas do governo para intensificar os trabalhos de vigilância e esclarecimento sobre a nova doença. Nesta segunda-feira, o número de contaminados pelo vírus chegou a 905 no país com a confirmação de 20 novos casos, informou o Ministério da Saúde.

Justiça dos EUA aprova venda de ativos da GM

NOVA YORK/BANGALORE (Reuters) - Um juiz dos Estados Unidos aprovou no final do domingo a venda de ativos da General Motors, em uma operação que vai permitir que os ativos mais lucrativos da companhia deixem o processo de recuperação judicial sob tutela do governo do país. O juiz Robert Gerber, da corte de falências em Manhattan, afirmou que a venda vai "impedir a morte de um paciente na mesa de cirurgia".

Rússia e EUA firmam acordos sobre armas e espaço aéreo

MOSCOU (Reuters) - No início de uma visita à Rússia para reparar relações estremecidas, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o líder russo, Dmitry Medvedev, concordaram em estabelecer uma meta para redução de armas nucleares e firmaram um acordo que permitirá a aviões militares norte-americanos sobrevoarem o território da Rússia. Em uma cordial entrevista à imprensa num amplo e dourado salão no Kremlin, os dois líderes falaram de sua decisão de deixar as divergências para trás e se concentrarem na cooperação para resolver problemas mundiais como a proliferação de armas nucleares.

Presidente deposto busca apoio dos EUA para voltar a Honduras

TEGUCIGALPA (Reuters) - O presidente destituído de Honduras, Manuel Zelaya, buscará o apoio dos Estados Unidos para tentar voltar ao poder em seu país, onde foi proibido de aterrissar no domingo pelo governo interino, em meio a violentos protestos que deixaram pelo menos um morto. Zelaya foi retirado de sua casa por militares no dia 28 de junho e levado para a Costa Rica. Ele se reunirá na terça-feira com a secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, ao mesmo tempo que o governo interino procura iniciar um diálogo com a Organização dos Estados Americanos (OEA) para explicar sua posição.

Mais conteúdo sobre:
SUMMARY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.