Mandela se recupera bem, mas excesso de visitantes preocupa

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela se recupera bem de uma infecção respiratória que o levou a ser hospitalizado na semana passada, mas seus médicos acham que o número de pessoas que quer visitá-lo é excessivo.

REUTERS

31 de janeiro de 2011 | 14h00

"Consta que o presidente Mandela está respondendo bem à medicação e ao tratamento", disse o vice-presidente Kgalema Motlanthe em comunicado postado nesta segunda-feira no site da fundação de Mandela (http://www.nelsonmandela.org).

"Os médicos que estão cuidando do presidente Mandela estão preocupados com o número de pessoas que o visitam. É preciso deixar os médicos fazer seu trabalho sem pressões indevidas", diz o comunicado.

Mandela tem 92 anos e foi internado em um hospital na quarta-feira passada, suscitando receios sobre a saúde do ícone da luta anti-apartheid na África do Sul. Mandela foi o primeiro presidente sul-africano negro, e é reverenciado no país e no exterior como símbolo de reconciliação e esperança.

Ele teve alta hospitalar na sexta-feira e vem recebendo cuidados médicos em sua casa, em um bairro elegante de Johannesburgo.

Um grupo cívico importante e outros setores lançaram um chamado aos sul-africanos no fim de semana para que acendam velas para demonstrar seus votos de boa recuperação para Mandela.

(Reportagem de Jon Herskovitz)

Tudo o que sabemos sobre:
AFRICADOSULMANDELARECUPERACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.