Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Manifestação atrai 20 mil em Sorocaba

Vinte mil pessoas, segundo a Polícia Militar, participavam no início da noite desta quinta-feira de uma manifestação por melhorias no transporte coletivo, tarifa zero e contra a corrupção dos políticos. O protesto foi convocado por lideranças estudantis e movimentos sociais - os organizadores contabilizavam 30 mil participantes. Guardas municipais disseram que foi a maior manifestação já ocorrida na cidade desde a criação da corporação, no início da década de 90. Até as 19 horas, o movimento seguia pacífico.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

20 de junho de 2013 | 20h28

O medo das depredações e de um confronto levou o órgão municipal de trânsito a fechar o Terminal Santo Antonio, o maior da cidade, um dos alvos dos manifestantes. Milhares de pessoas ficaram sem condução para casa. Alguns usuários discutiram com guardas do terminal, mas não houve confronto. O comércio da região central também fechou as portas mais cedo. Às 16 horas, a maioria das lojas já estava fechada e muita gente que tinha ido às compras teve de sair às pressas na tentativa de pegar ônibus circulando.

O Forum estadual, a Justiça do Trabalho e outras repartições públicas encerraram o expediente a partir das 15h30. A marcha começou às 17 horas no Largo do Canhão e uma hora depois a multidão chegou ao terminal Santo Antonio. Guardas municipais se postaram para impedir eventual invasão - houve ameaças que não se concretizaram. O trânsito foi totalmente bloqueado na região central, deixando ilhados centenas de motoristas. Um deles tentou furar o bloqueio a manifestantes chutaram o carro. A PM acompanhou a movimentação de pontos estratégicos, usando também um helicóptero Águia.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosSorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.