Manifestação contra tarifa fecha Avenida Paulista

Um protesto de estudantes contra o aumento da tarifa de ônibus bloqueava na noite desta quinta-feira totalmente a Avenida Paulista, em São Paulo. O trânsito na via ficou parado entre o Masp e a Av. Brigadeiro Luís Antônio, no sentido Paraíso. Foram disparadas cerca de dez bombas de efeito moral e tiros de borracha. Os pedestres, muitos sem relação com a manifestação, estavam com rostos cobertos para se proteger contra os gases das bombas.

BÁRBARA FERREIRA SANTOS, BRUNO DEIRO E CLARICE CUDISCHEVITCH, Agência Estado

06 de junho de 2013 | 20h56

Alguns manifestantes depredaram bares da Paulista, causaram pequenos incêndios, depredaram lixeiras e espalharam lixo pela avenida. A tropa de choque tentava dispersar a manifestação em direção ao bairro Paraíso. Segundo a Polícia Militar, cerca de 500 pessoas do Movimento Passe Livre partiram às 17h50 da Praça Ramos de Azevedo, no centro de São Paulo, em direção à Av. Nove de Julho. Estudantes disseram, por telefone, que colocaram fogo em uma catraca de ônibus no cruzamento da via com a Av. Vinte e Três de Maio.

Tudo o que sabemos sobre:
tarifareduçãoAvenida Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.